quarta-feira, 21 de maio de 2014

Psicóloga Cristã será julgada por promover "Terapias de Conversão".

Após inúmeras denúncias, defensora da “psicologia cristã” pode ser suspensa e ter a sua licença cassada. Marisa Lobo acredita na "cura gay" como tratamento
O Conselho Regional de Psicologia do Paraná (CRP-PR) intimou para uma audiência fechada ao público, na última sexta-feira (16), a psicóloga Marisa Lobo, acusada de violação da ética profissional por promover a chamada “psicologia cristã”, que consiste nas terapias de conversão de orientação sexual e por disseminação da homofobia.
Psicóloga Marisa Lobo
(Reprodução/Tv Globo)

Elaine Bernet, gerente técnica do CRP-PR, disse à revista Fórum que não tem acesso ao processo em questão, visto que ele é sigiloso, porém, Bernert explicou que, caso as acusações sejam comprovadas, Marisa Lobo pode sofrer três tipos de sanções, de acordo com artigo 69 do Código de Ética do Conselho Federal de Psicologia (CFP): advertência; censura pública (neste caso, o nome do/a profissional é divulgado, assim como delito cometido); suspensão por 30 dias; e, por fim, a cassação da licença.

Questionada a respeito da referida “psicologia cristã”, Bernert foi enfática ao afirmar que ela não existe e que há apenas a “psicologia científica e laica” enquanto prática. A respeito do trâmite do processo, a gestora técnica disse que, caso Lobo seja condenada, pode recorrer ao Conselho Federal de Psciologia (CFP), assim como a parte acusadora. A respeito do resultado do julgamento que acontece nesta sexta-feira, ele só será divulgado no Diário Oficial em 30 dias e isso se a profissional sofrer censura pública, suspensão ou cassação. Caso as denúncias não sejam aceitas, o caso é arquivado.

Apesar da audiência ser fechada ao público, ativistas dos Direitos Humanos e do movimento LGBT estão convocando a todos para que compareçam à porta do CRP-PR. Na convocação pública, pede-se que todos os atores políticos demonstrem o “seu repúdio a ‘cura gay’ e também se solidarizar à todos aqueles que já foram vítimas da homofobia disseminada por Marisa Lobo”.

Abaixo, você pode conferir dois momentos nos quais Marisa Lobo defende as terapias de conversão:


Nenhum comentário:

Popular Posts

Seguidores