segunda-feira, 4 de julho de 2011

Dinâmicas de Grupo no Processo de Recrutamento e Seleção

As dinâmicas de grupo fazem parte de treinamentos, programas educativos e processos de seleção profissional da grande maioria das empresas na hora de avaliar os comportamentos e características dos candidatos. Mas, o que vem a ser dinâmica de grupo? A partir do momento que temos três ou mais pessoas se comunicando e trocando informações podemos dizer que elas estão se movimentando, aprendendo e se há uma interação, há dinâmica. A dinâmica de um grupo é o seu movimento e a vida deste grupo é a interligação entre os participantes.

Um exemplo comum de sua utilização é a apresentação dos candidatos durante o processo de seleção. Pode ser feita oralmente, quando cada participante faz uma pequena descrição de sua vida pessoal e profissional, bem como com a realização de outras atividades propostas. O objetivo é identificar uma amostra de comportamentos em determinada situação. A dinâmica de grupo permite que os candidatos se sintam mais a vontade pela interação com os demais participantes, por isso é muito utilizada para "quebrar o gelo" e permitir que todos ajam de forma natural e espontânea.

É importante que a dinâmica tenha um objetivo claro ao ser utilizada, ou seja, é necessário detectar qual é a necessidade da empresa. Caso seja usada em treinamentos, é preciso definir as características que se quer avaliar, pois para cada objetivo, uma determinada dinâmica é indicada. Já para recrutamento e seleção, o objetivo da dinâmica é avaliar se os candidatos possuem o perfil comportamental compatível com o perfil da vaga.

O uso de dinâmicas como uma opção de ferramenta para seleção traz mais segurança e assertividade para a empresa na tomada de decisões, já que é possível analisar as competências comportamentais dos participantes. Além disso, permite ao candidato apresentar suas principais características e experienciar durante a dinâmica, diversas situações e relações que podem agregar em sua vivência profissional.


Também vale ressaltar que cada atividade tem um tempo de duração necessário. Normalmente as dinâmicas não são extensas, mas se o tempo for muito reduzido, os resultados podem ser prejudicados. Deve haver no máximo 10 participantes e pelo menos dois observadores, para que possam analisar todas as ações durante o processo.

Um cuidado muito importante que deve ser tomado pela empresa é explicar detalhadamente a execução da dinâmica e definir algumas expectativas da organização. Ao final do processo seletivo todos os participantes devem receber um feedback, mesmo que não tenham sido contratados.
Enfim, durante uma dinâmica as pessoas deixam transparecer suas características pessoais, assim, é possível saber quem é empreendedor, metódico, ágil ou criativo. Também fica fácil notar quem tem dificuldades em liderança, comunicação, flexibilidade e trabalho em equipe, o que não é interessante para determinadas vagas e organizações.

Por Priscila Mendes: Graduada em Psicologia, é especialista em Gestão por Competências na Metodologia do Inventário Comportamental.

Um comentário :

Eduardo Fornaro disse...

Mais dinâmicas em www.formador.com.br.