segunda-feira, 2 de maio de 2011

"Dia do Trabalho". Onde se encontra a Psicologia neste Contexto?


No dia 1º de maio é comemorado o Dia Mundial do Trabalho. Alguns dizem que é dia do trabalho outros que é o dia do trabalhador, não importa. A data comemorativa surge para comemorar as conquistas dos trabalhadores ao longo da história.

O psicólogo nesse contexto (em relação às Organizações) será uma ponte de comunicação entre os interesses de "patrões e empregados". Tem o papel de acompanhar as pessoas em seu local de trabalho, pois é aí que as dificuldades, as angústias, as frustrações, os desentendimentos e os conflitos aparecem. Para isso, é preciso que aperfeiçoe seus conhecimentos e habilidades e desenvolva atividades estratégicas, de pesquisa, planejamento e consultoria. Deve atuar como um profissional de Recursos Humanos e desenvolver atividades que supram as necessidades das organizações e as auxiliem a tornarem-se competitivas e a sobreviverem nesse mercado globalizado. Em fim, o papel do psicólogo organizacional é fundamental para alcançar níveis excelentes de qualidade por toda a organização.

A Psicologia do Trabalho existe, como área de atuação, de várias formas dentro das grandes corporações. Na maioria das empresas, os profissionais da área são contratados como Analistas de Recursos Humanos ou Consultores Internos de Recursos Humanos ou de Gestão de Pessoas e atuam em todos os subsistemas de Gestão de Pessoas, principalmente em Recrutamento e Seleção e em Desenvolvimento. Outras possibilidades de atuação se concentram basicamente nos Programas de Qualidade de Vida no Trabalho - QVT. A Saúde enquanto patrimônio do trabalhador é condição essencial e fundamental para o convívio social, indissociável do trabalho, ferramenta primeira no desenvolvimento das relações de produção.

Atualmente é muito comum ouvir problemas em relação à saúde do trabalhador, como as LER: Lesões por Esforços Repetitivos e problemas de saúde mental ligados ao trabalho. Acredito que dentre os objetivos do trabalho não está somente o de ganhar dinheiro, o de sobreviver, atender as necessidades básicas da vida; existem outras motivações e sonhos perseguidos pelo ser humano como fruto do seu Trabalho cotidiano e cabe ao Psicólogo estar atento à esses tipos de motivação para tentar, de alguma forma, desenvolvê-los em prol da melhor qualidade de vida do trabalhador dentro da organização.
Nada é mais vantajoso à uma empreza do que manter seus colaboradores sempre motivados.

Ismael dos Santos

Nenhum comentário:

Popular Posts

Seguidores