quarta-feira, 9 de abril de 2014

Antídotos para Depressão

O cérebro depressivo é contaminado por tudo quanto é pensamento desanimador, tedioso e pessimista. “Não vou conseguir”. “Ninguém faz questão da minha companhia”.  “Não tenho com quem conversar e confiar”. “Ir à festa será muito chato, melhor ficar em casa”. “Depois que perdi minha mãe/pai/namorado... a vida ficou sem sentido”. Com esta cabeça pode ficar difícil  sair da cama de manhã com vontade de viver.
Qual a diferença da cabeça deste depressivo para a cabeça de alguém sem depressão? As pessoas que não tem depressão possuem pensamentos que ressaltam as qualidades de si mesmo e da vida em si.
Se você for conversar com o depressivo e disser que ele deve mudar seus pensamentos, provavelmente ele argumentará ser impossível pensar diferente, e mais, ele te convence e prova que está certo, que a vida é cheia de pessoas desonestas, que os políticos só fazem besteira, que o transito é infernal, a poluição é de matar e pra quê ir aquela festa que só tem gente exibida e fútil? E você concordará com ele. Porque ele tem razão! O depressivo tem mesmo uma visão mais apurada da realidade. Ele consegue identificar cada mentiroso, cada desonesto, cada momento desagradável da vida. Lembra com pormenores cada desavença que tenha sofrido.
Então vamos ficar todos depressivos? Não. Vamos aprender com o cérebro dos que não são depressivos. Você vai ficar chocado com o que eu tenho para te falar, mas é a mais pura verdade: As pessoas felizes, sem depressão tem um cérebro meio mentirosinho. Ele embeleza, intensifica e enaltece tudo o que vê. E o melhor da história é que isso é bom! Você não precisa ser tão realista assim. Eu sei que você tem medo de tomar péssimas decisões caso se permita uma visão mais cor de rosa da vida. Isso não vai acontecer devido a um mecanismo maravilhoso: Profecia que se auto realiza.
Uma frase famosa do senso comum é: “Se você diz que consegue você tem razão, se diz que não consegue também tem razão”. Isto significa que você faz por acontecer o que acredita que é possível acontecer. Se você for acredita que sua vizinha é muito orgulhosa é jamais será sua amiga, você nem perceberá, mas terá atitudes que afastarão essa vizinha. Mas se você acredita que ela é muito simpática terá atitudes de aproximação que encantarão a moça e logo serão boas amigas. Isso é profecia auto realizadora. Ou seja, você contou uma estória bonita para si mesmo, que a principio não era verdadeira, mas se tornou verdadeira por força de seus atos – e você nem percebeu que fez isso.
Ou seja, mudanças em seus pensamentos farão de você uma pessoa mais persistente, lutadora. Cego ás imperfeições e aos obstáculos você alcança coisas maravilhosas.

Leia o texto completo em: Clínica de Psicologia

Nenhum comentário:

Popular Posts

Seguidores