segunda-feira, 28 de março de 2011

Terapia on-line. Você Concorda??

Esse fim de semana recebi um artigo que falava sobre a Terapia on-line. Não concordo muito com essa prática, pois para obter resultados, o psicólogo avalia uma variedade de elementos, como por exemplo: sentimentos, expressões, raivas, angústias, alegrias, etc., que são compartilhadas das mais diversas formas durante o encontro terapêutico e, portanto, a terapia deve ser presencial.

Autorizada pela resolução nº 012/2005 do CFP (Conselho Federal de Psicologia), a prática chamada "orientação psicológica" permite que maiores de idade façam sessões pelo MSN, Skype ou qualquer outra ferramenta de bate-papo online, para que o profissional aconselhe de forma pontual, em no máximo dez sessões, seu cliente virtual.

A prática não pode ser confundida com a psicoterapia, de caráter longo e presencial.
Segundo o CFP, o profissional que ultrapassar esse prazo e desrespeitar as regras, como a de não manter o sigilo da conversa, por exemplo, pode responder a um processo ético e, em último caso, ter seu registro cassado.
Embora a prática ainda seja tímida no Brasil - dos 65 websites cadastrados no CFP, 30 estão proibidos de "clinicar", seis esperando pela renovação e 29 autorizados até esta sexta-feira (19) - deixa dúvidas quanto a sua segurança e rigor. Como o cliente pode ter a certeza que é um psicólogo que fala do outro lado da tela? E o psicólogo, de que fala com um maior? Como ter certeza de que sua orientação não vai "vazar" pela internet? É possível fiscalizar o número exato de sessões realizadas?

4 comentários:

Elias Quintão disse...

E ai Ismael, gostei de teu blog, meu caro jovem, parabéns continue assim, tudo bem, sucesso. Em breve começarei com meu Blog divulgando algumas atualidades de Farmacia e entre outras, também, abraços.

Anônimo disse...

Funciona a terapia online? Com certeza. Mas você precisa de um método profissional e um psicólogo qualificado.
Você conhece o site Therapion.com?
Link: http://www.therapion.com/pt


Cordialmente, Freddo

Raysa Tenório disse...

Eu acredito que esse tipo de atendimento on-line funciona como um aconselhamento, mas não como um processo psicoterapêutico em si.

Ismael dos Santos disse...

Concordo parcialmente com Você Raysa. Um atendimento on-line pode funcionar em um aconselhamento, mas, dependendo do caso, não tem a eficácia de um atendimento Tradicional. Grande Abraço.

Popular Posts

Seguidores