sexta-feira, 8 de abril de 2011

Esquizofrenia

Esta semana, nos foi exigido em sala de aula, uma resenha sobre o filme "Uma Mente Brilhante", que conta uma história inspirada nos eventos da vida de um gênio de verdade - o matemático John Nash - que teve um rumo drasticamente quando seu brilhantismo intuitivo foi afetado pela Esquizofrenia.

 A esquizofrenia é uma doença psiquiátrica na qual o indivíduo portador tende a perder o contato com a realidade, podendo sofrer delírios e alucinações, com a total convicção de que estes são eventos verdadeiros. De ocorrência igual tanto em homens quanto em mulheres, tende a se manifestar no fim da juventude e início da idade adulta. Entretanto, a evolução nas mulheres é mais lenta e os sintomas, menores. Acredita-se que os hormônios sexuais femininos têm importante papel neste fato, já que atuam no cérebro de forma semelhante aos antipsicóticos. Aproximadamente 5% da população mundial é esquizofrênica.

Não se sabe, exatamente, quais as causas e fatores que desencadeiam esta doença. Entretanto, é de conhecimento que muitos fatores, tanto genéticos quanto ambientais, causam ou impedem o desencadeamento da doença.

Os portadores geralmente se veem perseguidos, fazendo parte de um complô; e ouvem vozes que os orientam em relação ao que fazer. Estes comportamentos, denominados na psiquiatria como sintomas positivos, são os mais perceptíveis. Entretanto, as esquizofrenias se iniciam, na maioria das vezes, com os sintomas negativos, que são desânimo, olhar distante e tensão e ansiedade extremas – a fase chamada trema psicótico.


Veja a Entrevista do Dr. Mário Louzã sobre Esquizofrenia realizada pela Revista Viver Mente & Cérebro: http://www.redepsi.com.br/portal/modules/news/print.php?storyid=449

Nenhum comentário:

Popular Posts

Seguidores